Tasker em destaque: Yuri D.

“Mede tudo ao milímetro.” “Capaz de fazer perguntas úteis e dar sugestões.” “Pendurou dois espelhos pesados, um deles com recurso a alguma acrobacia.”  É isso mesmo: Yuri D. é especialista em tarefas de Instalação. 

Além dos estudos universitários, da aventura como comediante e de construir mobília por diversão, há cinco anos que Yuri faz tarefas a tempo parcial em várias categorias. No entanto, descobriu que é apaixonado por tipos de parede e ferramentas, e o conhecimento que adquiriu fez dele uma referência para clientes que precisam de tarefas de Instalação. 

Continue a ler para descobrir como o Yuri está sempre a aprender e melhorar. 

Porque é que se tornou tasker?

Estava desempregado e com dificuldades para encontrar um trabalho que me desse a flexibilidade necessária enquanto estudava a tempo inteiro.

O que o levou a optar pela TaskRabbit em comparação com outras plataformas?

Queria usar as mãos para trabalhar, ajudar a construir e criar alguma coisa nova. Também estava motivado para aprender mais sobre bricolage e como ser autónomo, já a pensar na altura da vida em que serei marido e pai.

Tem outros empregos ou está envolvido noutras atividades?

Estou a terminar os estudos para ser terapeuta. Além disso, escrevo e produzo música com os meus amigos. Costumava fazer comédia de stand-up e filmava os meus próprios sketches com mais regularidade antes da pandemia da COVID, mas agora só o consigo fazer entre semestres.

Como é que adquiriu as competências?

Para ser sincero, foi preciso tentar e falhar muitas vezes ao treinar em casa. Para garantir que o trabalho fica irrepreensível na casa dos clientes, pesquiso sempre quais são os melhores materiais para a tarefa e o melhor método de utilização das ferramentas. No início perguntava ao meu padrasto, mas agora já sei mais do que ele.

Quando começou a usar a aplicação, quais foram algumas coisas que aprendeu?

A eficiência! Quando temos as ferramentas certas, trabalhamos mais, melhor e fazemos mais tarefas. As ferramentas certas também ajudam a prevenir lesões nos pulsos devido aos movimentos rotativos e ao esforço constantes. Embora sejam caras, valem a pena.

Pode-nos dizer como construiu a sua carreira/empresa na TaskRabbit? 

Com honestidade. Cheguei aqui porque sei o que estou a fazer e os clientes precisam de alguém que saiba tratar do serviço e cobre um preço justo. O serviço que presto é rápido, eficiente e o meu apoio ao cliente é bom. Entre o início e o fim da tarefa, consulto os meus clientes várias vezes, para saber exatamente o que querem. Não basta acabar a tarefa e deixar o cliente com dúvidas ao olhar para o resultado. O objetivo é que fiquem com um sorriso na cara.

Pode-nos dizer como é que a TaskRabbit teve impacto na sua vida? 

Claro! Estou a conseguir poupar para comprar um apartamento e a investir o meu dinheiro (isto é mesmo importante). Fazer tarefas permite-me ter tempo e disponibilidade para frequentar as aulas sem me preocupar com perder o emprego se precisar de tirar uma ou duas semanas inteiras para estudar.

Consegue lembrar-se de uma tarefa ou projeto de que tem particular orgulho? Ou de uma ligação significativa com clientes ou outros taskers que gostasse de partilhar?

Alguns clientes voltaram a contratar-me para fazer tarefas maiores, o que é uma sensação fantástica. Trabalhar no duro compensa, não só em termos financeiros, mas pela confiança. E as gorjetas são sempre um grande encorajamento. O sorriso que quero ver na cara dos meus clientes é o mesmo com que fico quando recebo uma ^_^ .

Tem alguma especialidade?

Instalação! Aprendi a instalar em vários tipos de parede e com muitas ferramentas e parafusos diferentes. Acaba por ser divertido e sempre desafiante. Além disso, não deixa de me surpreender como não há duas paredes iguais.

Porque é que tem sucesso como tasker?

Estou sempre a aprender para melhorar as minhas capacidades, preocupo-me com a satisfação dos meus clientes e sei que o relacionamento com o cliente é quase tão importante como a própria tarefa. Alguns clientes não querem conversar e não há problema. Mas hoje, devido às restrições à interação entre pessoas, alguns gostam de socializar. Por isso, tenho sempre uma ou duas piadas na manga para que fiquem mais à vontade ao terem um estranho em casa por algumas horas.

O que é que faz para passar o tempo, quando não está a fazer tarefas?

Há tantos! A escrita, música, carpintaria, videojogos, escalada, futebol, fazer caminhadas, acampar, hidroponia… A lista continua, mas acho que fico por aqui.

Ficamos contentes por saber que fazer tarefas tem sido uma maneira flexível de ajudar o Yuri a investir no futuro, permitindo-lhe estudar ao mesmo tempo que poupa e investe o que ganha. Se o objetivo é deixar-nos com um sorriso na cara, como disse o Yuri, então missão cumprida.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s