Pequenas reparações Nível 3: como abastecer a caixa de ferramentas

Tendo falado com taskers em várias cidades, subúrbios e países, reunimos as ferramentas mais comuns para tarefas de pequenas reparações. Esperamos que esta lista e as sugestões lhe permitam preparar-se para tarefas nesta categoria. Tenha em conta que saber as ferramentas de que precisa para cada tarefa vem com a experiência e poderá ser por tentativa e erro que encontra as melhores ferramentas para o seu kit.

As ferramentas básicas:

  • Berbequim e berbequim de percussão
  • Brocas (para azulejo, metal, alvenaria, madeira)
  • Pontas de aparafusadora e brocas (Philips, com ranhura, torx, quadradas, roquete)
  • Maço de borracha
  • Alicates (para descarnar, de pontas, etc.) 
  • Torno manual
  • Chaves de parafusos (Philips, de cabeça com ranhura, com roquete)
  • Fita métrica, régua, lápis
  • Serrote elétrico, serra ao arco, serrote (particularmente para tarefas com madeira)
  • Nível (torpedo, 60 cm e 120 cm)
  • Alicate de canalizador (grande o suficiente para trabalhar com canalização de pelo menos 3 cm)
  • Multímetro 
  • Tomadas de parede, enchimento/massa
  • X-ato
  • Raspador de tinta
  • Pedaços de madeira para perfurar 
  • Vários tipos de parafusos
  • Pistola de pregos (com bateria) 
  • Chave roquete 
  • Aspirador portátil  

A forma como os taskers organizam as ferramentas depende muito do facto de terem ou não um veículo e se a área onde trabalham tem lojas de ferragens acessíveis. Um bom exemplo é que a maioria dos taskers não consegue deslocar-se com escadas, especialmente de vários tamanhos. Portanto, pergunte sempre ao cliente se tem o tipo de escada necessário para a tarefa. 

Veja como os taskers de pequenas reparações mantêm as ferramentas de confiança organizadas e se preparam para qualquer tipo reparação:

Taskers' toolkits can include ladders, levels, screwdrivers, nails, anchors, and more for Minor Home Repairs tasks.
  • Greg S. guarda caixas de ferramentas separadas na carrinha rotuladas “Instalação”, “Canalização” (com juntas tóricas e vedantes de vários tamanhos) “Elétrica” (com ligadores de torção, parafusos, varões roscados), etc. Também tem uma caixa de parafusos variados. Além disso, tem um saco de ferramentas que pode pôr ao ombro, o que é útil durante uma tarefa num 9.º andar, quando não pode correr à carrinha como poderia num rés-do-chão. 
  • Joe A. guarda conjuntos personalizados de ferramentas na mala do carro: um tem ferramentas básicas (ex., lâminas, chaves de fenda), outro tem uma chave inglesa, tomadas, fita branca de PTFE (especialmente útil em canalização), pregos e buchas diversas (particularmente útil para produtos IKEA), um berbequim, uma régua e um nível. Normalmente, Joe tem consigo um banco-escadote mas não uma escada, a menos que a tarefa o exija (quando é o caso, ele pergunta ao cliente a altura do pé-direito para perceber de que tamanho deve ser a escada).
  • Iulian D. anda com uma mochila cheia de ferramentas ao navegar os transportes públicos de Londres entre tarefas e consegue passar numa loja de ferragens para comprar peças que lhe faltem, especialmente para tarefas no mesmo dia, quando pode não ter tido oportunidade de o fazer antes.

Há alguma ferramenta essencial que utilize mas não veja nesta lista? Partilhe-o nos comentários!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s